Unidade do setor União será referência para atendimento de pacientes com suspeita de varíola dos macacos em Gurupi

0
43

Pacientes devem ir até a Unidade Básica de Saúde (UBS) Casego para passar por avaliação. USB Casego foi escolhida para receber pacientes com suspeita de Monkeypox
Lino Vargas/Secom Gurupi
Com o acompanhamento de dois casos suspeitos de varíola dos macacos em Gurupi, no sul do estado, a Saúde Municipal definiu nesta quarta-feira (3), que a Unidade Básica de Saúde (UBS) Casego, no setor União Sul, será referência para atender os pacientes que apresentarem sintomas.
Conforme a Secretaria Municipal de Saúde de Gurupi (Semus), a pessoa que estiver com sinais e sintomas deve procurar a unidade indicada usando máscara. Caso apresente lesões, que são características da doença, deverá cobrir e manter o distanciamento de outras pessoas.
Os pacientes com suspeita da doença, segundo a Secretaria Estadual de Saúde, são uma mulher de 42 anos, que apresentou três erupções no braço depois de passar um final de semana em um acampamento no rio Tocantins, e uma criança de 11 anos, que viajou para os estados de São Paulo e Pará.
Foram coletados materiais para análise e os pacientes se encontram em isolamento domiciliar.
Até esta quarta-feira (3), a Saúde estadual informou que há sete casos suspeitos: os dois de Gurupi, dois em Palmas, um em Colinas do Tocantins, um em Porto Nacional e um em Lagoa do Tocantins.
LEIA MAIS
Saúde Estadual acompanha dois casos suspeitos de varíola dos macacos em Palmas
Duas pessoas estão em isolamento por suspeita de varíola dos macacos em Gurupi
Tocantins registra primeiro caso de varíola dos macacos
Hospitais estaduais serão divididos para atender casos de varíola dos macacos de acordo com a gravidade
De acordo com o secretário de saúde de Gurupi, Sinvaldo Moraes, a medida para escolha da unidade de referência tem o intuito de evitar a transmissão a outros pacientes e diminuir a contaminação local.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins