Unidade Demonstrativa de Horticultura implantada pela Prefeitura de Palmas aposta em pacote tecnológico para produção de verduras e legumes

0
112

Solo ainda está passando por limpeza e gradagem para então receber os canteiros, cama de frango e calcário

Em uma área de cinco mil metros quadrados a Prefeitura de Palmas segue implantando a Unidade Demonstrativa de Horticultura. O desenvolvimento e acompanhamento é de responsabilidade da Secretaria de Desenvolvimento Rural (Seder). A Unidade fica localizada em uma propriedade rural às margens da TO-050.

O plantio das verduras e hortaliças será feito em agosto. O solo ainda está passando por limpeza e gradagem para então receber os canteiros, cama de frango (composto feito com palha de arroz, serragem, fezes, urina, restos de ração e penas) e calcário.

De acordo com o técnico agropecuário responsável pela Unidade Demonstrativa, Luiz Antônio Santana Neto, a horticultura trata do cultivo de diversos tipos de plantas. “Dentro desta área temos a olericultura, silvicultura, fruticultura, floricultura, cultura de plantas medicinais, cultivo de cogumelos e jardinocultura. No caso estamos focando inicialmente na olericultura, que trata do plantio de verduras e legumes”, explica.

Ainda conforme o técnico, a metodologia a ser implantada aproveitará as tecnologias e práticas culturais já adotadas pelo produtor em conjunto com novas técnicas. “Uma delas é a fertirrigação e uso de mulching (cultivo protegido com plástico) para cobrir os canteiros. A intenção é deixá-los livres de competição com ervas daninhas, além de economizar água por menor perda por evapotranspiração”, detalha Santana Neto.

Plantio

Assim que os canteiros estiverem prontos, as primeiras mudas serão transplantadas para o local. O plantio não é feito diretamente com a semente, pois elas são colocadas em bandejas próprias e ficam em berçário por cerca de 22 dias. “Enquanto as mudas não estão aptas, nós faremos a adubação, montagem da irrigação e cobertura dos canteiros”, finaliza Santana Neto.

Com larga experiência na área, o engenheiro agrônomo Mayko Vinicius Costa, responsável pela propriedade que sedia a Unidade Demonstrativa, está bastante satisfeito com a parceria. “A disponibilização de maquinário, insumos e aporte técnico tem sido fundamental para a concretização desse projeto. Espero literalmente em breve colher bons resultados”, exalta

 

Por: Fernanda Mendonça