Tocantins registra 71 novos casos de Covid-19 e total no estado chega a 494

0
189

Novos casos foram registrados em 13 municípios do estado. Araguaína e Palmas seguem liderando ranking; estado segue com nove mortes por coronavírus.

 

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) nesta sexta-feira (8) confirmou 71 novos casos de coronavírus no Tocantins. Com as novas confirmações, o número de pessoas com a doença no estado subiu para 494. Nove pessoas morreram com Covid-19 desde o início da epidemia.

Neste novo boletim foram registrados mais 31 casos em Araguaína, que continua sendo a cidade com mais diagnósticos, e 17 em Palmas.

Também houve novos registros de Covid-19 em Alvorada (1), Araguatins (4), Axixá do Tocantins (2), Cariri do Tocantins (3), Cristalândia (1), Figueirópolis (1), Gurupi (3), Maurilândia do Tocantins (2),Paraíso do Tocantins (1), Tocantinópolis (1) e Wanderlândia (2).

O Laboratório Central De Saúde Pública Do Tocantins (Lacen) realizou 275 exames de Covid-19, sendo que 60 deram positivo. Os outros 11 casos foram confirmados em testes rápidos.

Conforme o boletim, um caso notificado para o município de Filadélfia foi retirado após investigação e análises dos testes realizados junto com laudo médico apontarem outro diagnóstico. Em Darcinópolis foi contabilizado um novo caso, após correção de endereço de paciente que estava em outro estado.

A SES informou que, 36 pacientes diagnosticados com a Covid-19 estão hospitalizados no estado. Além disso, 408 pessoas estão em isolamento. Outros 77 pacientes estão recuperados da doença.

O boletim epidemiológico está sendo divulgado na manhã do dia posterior ao registro dos casos. Ou seja, os dados publicados nesta sexta-feira (8) são referentes aos testes realizados na quinta (7).

 

Casos confirmados de outro Estado

 

Ainda conforme o boletim, foram realizados 148 testes rápidos em caminhoneiros entre os dias 6 e 7 de maio. Oito testes deram positivo para Covid-19. Os caminhoneiros são dos seguintes estados: Pará, Goiás, Bahia e Pernambuco.

 

Por: G1 Tocantins