Saúde Municipal investiga 187 casos suspeitos de dengue registrados em uma semana

0
60

Neste ano, Palmas já registrou 9.619 casos da doença, que é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Limpeza de quintais pode evitar criadouros do Aedes aegypti
Raíza Milhomem/Prefeitura de Palmas
O monitoramento das arboviroses na capital identificou que em uma semana, 187 pessoas estavam com suspeita de dengue. Os dados são de 31 de julho a 6 de agosto. Neste ano, Palmas já registrou 9.619 casos da doença, que é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti.
Além da dengue, na mesma semana foram identificados 57 suspeitas de chikungunya e 14 de zika. Não há casos suspeitos de febre amarela. Os dados tiveram redução, já que entre 24 e 30 de julho, a capital teve 204 casos suspeitos de dengue, 87 de chikungunya e sete de zika.
De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), em 2022 além das confirmações de dengue, 1.937 pessoas tiveram chikungunya e uma foi confirmada para zika.
Para que os casos continuem reduzindo, a Semus reforça que a população acabe com os locais com água parada em suas casas e no entorno, para que o mosquito não se prolifere.
LEIA TAMBÉM
Quase 70% dos focos de dengue encontrados em Palmas ficam dentro das residências
Palmas tem queda no índice de infestação do mosquito Aedes aegypti
Boletim aponta redução nas notificações de casos suspeitos de dengue e chikungunya na capital
Cuidados contra o Aedes
Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;
Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
Mantenha lixeiras tampadas;
Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água.
Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
Mantenha ralos fechados e desentupidos;
Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;
Retire a água acumulada em lajes;
Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;
Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins