Reeducandas do regime de semiaberto participam de curso de costura criativa

0
164
Curso é ofertado a sete apenadas com intuito de contribuir com a formação profissional e gerar novas oportunidades de renda.  
Fonte Vitória Soares/Governo do Tocantins

Fomentar atividades de ensino profissional é uma forma de auxiliar no processo de ressocialização, pesando nisso, o Governo do Tocantins, por meio da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), está ofertando curso de corte e costura para reeducandas da Unidade de Regime Semiaberto (Ursa) de Palmas.

O curso iniciou nesta segunda-feira, 4, no Centro de Formação e Produção do Trabalho Prisional e Núcleo de Apoio ao Egresso e terá duração de 12h aula.

A capacitação voltada à costura criativa tem o objetivo de proporcionar qualificação profissional para as apenadas por meio de aulas práticas direcionadas a confecção de nécessaires (pequenas bolsas) e também oportunidades futuras de trabalho na área.

Para o melhor desenvolvimento do curso, as sete reeducandas participantes foram dividas em duas turmas, uma com quatro e outra com três alunas, a capacitação terá duração de 12h, sendo dividas em três dias da semana.

O Gerente de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso e Egresso da Seciju, Leandro Bezerra, conta que o curso está sendo realizada pela própria equipe do Centro de Formação e Produção do Trabalho Prisional. “A capacitação está sendo ofertada pela própria equipe, com insumos adquiridos através do suplemento de fundo, essa é uma extensão dos cursos que já estávamos executando nas unidades”.

Leandro ainda explica que o curso está sendo realizado com intuito de colaborar com a humanização da pena. Nós sabemos que é necessário envolver as pessoas em cumprimento de pena com atividades ressocializadoras e assim contribuir para que as mesmas tenham novas oportunidades é por isso que ofertamos esses tipos de cursos, para tornar a pena mais humanizada”, ressalta.

A Professora do curso, Euripida Mendonça Cabral, conta quais serão os ensinamentos durante a capacitação. “Nosso objetivo é dar para as meninas uma experiência na área de costura, através promoção de atividades que contribuem com o desenvolvimento delas na confecção de bolsas. De acordo com o desenvolvimento delas ao longo da capacitação, também iremos ofertar um curso para confecção de bonecas”, considera.

Para a reeducanda, L.A.S, de 23 anos, o curso possibilitará uma nova fonte de renda para contribuir com sua família. “O curso é uma oportunidade boa para mim, pois possibilita um grande aprendizado e uma futura renda, isso é muito gratificante. Também já participei do curso de panificação, então futuramente vou poder fazer e vender todos esses produtos”, vislumbra.

Foto: Vitória Soares/ Governo do Tocantins.