PTB tem novo presidente e indica José Geraldo como pré-candidato a prefeito de Palmas

0
335

Wagner Rodrigues, de 41 anos, assumiu nesta quarta-feira, 13, o comando do PTB no Tocantins, em evento realizado no Hotel Victória, em Palmas. No evento, o ex-presidente estadual da sigla e ex-deputado estadual José Geraldo foi indicado pelo partido como pré-candidato a prefeito de Palmas em 2020.

O evento ainda teve a presença do prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas, com a nova presidente do PTB Mulher, Nassa Élida Pinheiro de Almeida, com o presidente do PTB Jovem, Ricardo Vittorazzi Nogueira Pereira, com o ex-prefeito de Babaçulândia, Alcides Filho Rodrigues, além de outros dirigentes trabalhistas.

A ação reforçou o respaldo ao grupo de Dimas, que além de buscar sucesso nas eleições municipais do ano que vem, visa fortalecer o nome do prefeito de Araguaína para a disputa estadual de 2022. “Vamos fortalecer o partido em Araguaína e em todo o nosso Estado. Temos uma excelente equipe aqui no partido. O nosso projeto é fortalecer o nosso partido. O PTB tem a missão de continuar avançando e crescer. O projeto é claro, em torno do grupo do Ronaldo Dimas. Queremos que o Ronaldo venha para o partido para disputar a eleição de governador pelo PTB. E disputar para ganhar”, ressaltou Wagner Rodrigues, em seu discurso.

Segundo Wagner, o partido está se preparando para as duas próximas eleições. O novo presidente defendeu a unidade da sigla e elogiou a gestão de José Geraldo à frente do PTB.

“Estou passando o partido para uma pessoa que está disposta a percorrer todo o Estado e engradecer o nosso partido, sempre fortalecendo o grupo do prefeito Ronaldo Dimas mirando a eleição de 2022 para elegê-lo governador”, frisou José Geraldo.

Já Ronaldo Dimas destacou a necessidade de o PTB e o grupo contarem com candidatos a prefeito em Porto Nacional, Araguaína, Palmas, Colinas, Gurupi e em todos os municípios maiores. “Eu gostaria muito de ver o José Geraldo candidato aqui em Palmas. Ele é nome forte, honrado, firme e determinado que vai contribuir muito para a política tocantinense”, salientou Dimas.

Dimas defendeu, ainda, a necessidade de coesão e reciprocidade partidária. “Não é adequado para a política brasileira, para a política tocantinense, que continuemos a ter situações equivocadas com verdadeiras negociações de vereadores e líderes, sem nenhum tipo de compromisso com uma política partidária para a montagem de um governo de gestão. Interesses pessoais não podem se sobrepor aos interesses maiores da população e nem aos interesses partidários. O país exige que a forma de fazer política mude”, salientou o prefeito Dimas.

(Com informações da Ascom/PTB)