Polícia Federal desarticula organização criminosa suspeita de fraudar Agências dos Correios no Tocantins

0
107

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (9), a Operação “Falsa Missiva”, tendo como objetivo desarticular um grupo criminoso envolvido em diversas fraudes cometidas contra Agências dos Correios no Tocantins.

Cerca de 35 Policiais Federais cumprem 7 (sete) mandados de prisão temporária, 7 (sete) mandados de busca e apreensão, 1 (um) afastamento de função pública, além de sequestro de valores, todos expedidos pela 4a Vara Federal de Palmas/TO, nas cidades tocantinenses de Guaraí, Pequizeiro, Colmeia e Couto Magalhães.

O grupo criminoso é suspeito de cometer fraudes para a obtenção de indenizações correspondentes a extravios de encomendas postadas em Agências dos Correios no Estado.

As investigações apontaram que algumas indenizações relacionadas a encomendas extraviadas foram efetivamente pagas pelos Correios aos respectivos remetentes, causando um prejuízo superior a R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) à Instituição Federal, havendo indícios da participação de funcionários dos Correios.

Os investigados poderão responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato e peculato, cujas penas somadas podem ultrapassar 20 anos de reclusão e multa.

O nome da operação “Missiva” que em latim significa “enviar”, se refere a “falsa postagem”, ou “falsa mensagem” que um remetente envia a um destinatário.

 

Por: Comunicação Social / Polícia Federal em Tocantins