Organização de Trump é condenada a pagar US$ 1,6 milhão por fraude fiscal

0
56

Grupo empresarial estava sob julgamento por evasão de divisas e falsificação de demonstrações contábeis durante 15 anos. Multa é a mais alta permitida pela Justiça para casos do tipo. Advogados do grupo comercial de Donald Trump entram em tribunal que condenou organização a pagar multa por fraude fiscal, em 13 de janeiro de 2023.
Andrew Kelly/ Reuters
A organização do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump foi condenada nesta sexta-feira (13) a pagar uma multa de US$ 1,6 milhão (R$ 8,15 milhões) por fraude fiscal e financeira, segundo a Promotoria de Nova York.
O grupo do ex-presidente republicano Donald Trump, que aspira a disputar a eleição presidencial de 2024, foi julgado por evasão fiscal e por falsificação de demonstrações contábeis, com o objetivo de ocultar da Receita compensações financeiras de alguns dirigentes de seus executivos.
O juiz Juan Merchan, do tribunal criminal de Manhattan, impôs a sentença, a máxima possível segundo a lei estadual, depois que os jurados consideraram dois afiliados da Trump Organization culpados de 17 acusações criminais no mês passado.
Merchan sentenciou na terça-feira Allen Weisselberg, que trabalhou para a família de Trump por meio século e foi o ex-diretor financeiro da empresa, a cinco meses de prisão depois que ele testemunhou como a principal testemunha da acusação.
Susan Necheles, uma das advogadas de defesa, disse que a empresa de Trump planeja apelar. Ninguém mais foi acusado.
O promotor distrital de Manhattan, Alvin Bragg, cujo escritório apresentou o caso, ainda está conduzindo uma investigação criminal sobre as práticas comerciais de Trump.
“A sentença de hoje, juntamente com a sentença do início desta semana, encerra este importante capítulo de nossa investigação em andamento sobre o ex-presidente e seus negócios”, disse Bragg a repórteres. “Agora iremos para o próximo capítulo.”
Joshua Steinglass, um dos promotores, pareceu lamentar o tamanho da punição, dizendo a Merchan que a penalidade era apenas uma “pequena porção” da receita da Organização Trump.

Fonte: G1 Mundo