Museu de Londres vai devolver 72 objetos saqueados da Nigéria no século 19

0
68

A presidente do Museu Horniman disse que era “moral” devolver itens levados “à força” anos atrás. A placa do Benin do chefe Uwangue e comerciantes portugueses é um dos objetos que estão sendo devolvidos à Nigéria
Museu Horniman/Divulgação via BBC
Um museu em Londres anunciou que devolverá à Nigéria artefatos saqueados no século 19, ainda durante a época do Reino de Benin.
O Museu Horniman disse que a propriedade de 72 objetos seria transferida para o governo nigeriano.
Os itens incluem 12 placas de bronze, conhecidas como Bronzes do Benin, um galo de bronze e uma chave do palácio do rei.
A decisão ocorreu após um pedido da Comissão Nacional de Museus e Monumentos da Nigéria (NCMM), feito em janeiro.
O museu, no sudeste de Londres, diz que consultou membros da comunidade, visitantes, crianças em idade escolar, acadêmicos, profissionais da área de patrimônio e artistas baseados na Nigéria e no Reino Unido.
“Todas as suas visões sobre o futuro dos objetos do Benin foram consideradas, juntamente com a proveniência dos objetos”, explicou o museu.
A presidente do museu disse que era “moral e apropriado” devolvê-los.
Nos últimos anos, aumentou a pressão política sobre governos e museus europeus para devolver os artefatos saqueados – incluindo esculturas de marfim e esculturas de metal conhecidas como Bronzes do Benin.
O Horniman foi recentemente nomeado Museu do Ano 2022
Divulgação/ Andrew Lee
Alemanha também devolveu
“É muito claro que esses objetos foram adquiridos à força, e a consulta externa reforçou nossa opinião de que é moral e apropriado devolver sua propriedade à Nigéria”, disse Eve Salomon, presidente do museu.
“O Museu Horniman está satisfeito por poder dar este passo e estamos ansiosos para trabalhar com o NCMM para garantir cuidados de longo prazo para esses artefatos preciosos.”
Os itens da coleção do Horniman são apenas alguns dos artefatos devolvidos à Nigéria nos últimos meses de museus em países ocidentais.
No mês passado, o Jesus College em Cambridge (Inglaterra) e a Universidade de Aberdeen (Escócia) devolveram uma escultura de galo e outra da cabeça de um obá (rei).
As autoridades alemãs também devolveram mais de 1.100 artefatos ao país da África Ocidental.
O NCMM diz que algumas das esculturas de valor inestimável serão armazenadas no Museu Nacional do Benin assim que for ampliado e outras serão armazenadas no Museu de Lagos.
O Museu Britânico possui a maior coleção de bronzes do Benin do mundo. Mas diz que está impedido de devolver itens permanentemente pela Lei do Museu Britânico de 1963 e pela Lei do Patrimônio Nacional de 1983.

Fonte: G1 Entretenimento