Mulher relata momento de tensão após marido naufragar no lago de Palmas e proíbe passeios de barco: ‘Nunca mais’

0
43

Amigos naufragaram no lago de Palmas durante uma tempestade e ficaram cerca de dez horas agarrados em um tronco de árvore. Para os bombeiros, o colete salva-vidas evitou o pior. Família de pescador naufragado conta como solicitou o resgate ao corpo de bombeiros
A esposa de Williton Aires, de 44 anos, contou como descobriu que o marido estava em apuros após ele sair para pescar com um amigo. Os dois homens naufragaram no lago de Palmas durante uma tempestade e ficaram cerca de dez horas agarrados em um tronco de árvore. Depois do susto, a mulher disse que chega de passeios de barco.
“Nunca mais! Foi o que eu falei para ele quando eu vi. Eu falei não faça isso nunca mais, pelo amor de Deus”, brincou Luciana Carvalho.
Ela relatou que o marido, Williton Aires, havia combinado de chegar em casa até 22h de segunda-feira (9). Só que a madrugada chegou e nada do marido retornar.
“Por volta de 1h meus filhos me despertaram falando que o pai deles não tinha chegado. Nesse momento eu me assustei e falei que não estava normal, não era costume ele fazer isso. Meus meninos foram até o local e quando chegaram o carro estava lá”, disse mulher.
LEIA TAMBÉM
VÍDEO: Homens passam a noite agarrados em troncos no lago de Palmas após naufrágio até serem resgatados pelos Bombeiros
Os dois homens relataram à família que quando o tempo fechou ainda tentaram retornar para a margem do lago. Só que eles estavam em uma canoa com borda curta e a marola estava muito forte. Isso fez a embarcação encher de água e afundar.
Homens foram resgatados pelos bombeiros após barco afundar
Reprodução
Eles passaram a noite agarrados em um tronco de árvore que restou do enchimento do lago. O vai e vem da água fez o Rodrigo ficar com machucados na barriga e nos braços.
Imediatamente a Luciana ligou para o Corpo de Bombeiros. O atendimento do caso foi feito pela equipe do sargento Felipe Bittencourt.
“De acordo com as informações repassadas traçamos a rota que possivelmente as vítimas estariam. Foi dito e feito, durante o deslocamento fomos fazendo alguns sinais luminosos com a nossa embarcação e a gente obteve resposta. Essa pessoa que estava naufragada começou a fazer os sinais luminosos”, contou o sargento.
Para os bombeiros, os coletes salvaram a vida dos amigos.
Homem ficou com escoriações pelo corpo após naufrágio
Reprodução/TV Anhanguera
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins