Mais de 30 medicamentos estão em falta na UPA Norte em Palmas, constata vistoria do Ministério Público

0
48

Conforme o órgão foi verificada a ausência de remédios essenciais como dipirona e glicose. Município recebeu prazo de 10 dias para resolver a situação. Mais de 30 medicamentos estão em falta em UPA de Palmas, constata MPTO
Daianne Fernandes/MPTO
Mais de 30 medicamentos que deveriam ser disponibilizados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte de Palmas estão em falta. A situação foi constatada nesta quarta-feira (10) durante uma vistoria realizada pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO). Conforme o órgão foi identificada a ausência de remédios essenciais como dipirona e glicose.
A visita, que contou com a presença do promotor de justiça Thiago Vilela, foi realizada após denúncia sobre a falta de medicamentos. Um relatório impresso pela farmácia no momento da visita apontou a ausência de 34 medicamentos.
A Prefeitura de Palmas foi procurada para comentar a situação, mas não se manifestou até a última atualização desta reportagem.
Segundo o MPTO, um funcionário da UPA que trabalha na unidade há oito anos, e que não quis se identificar, informou que e nunca tinha visto uma situação como esta. Outra funcionária informou que a quantidade de medicamentos que chegam a unidade não é suficiente. “Os remédios enviados para um mês, só duraram uma semana”, disse.
Após a visita o promotor encaminhou recomendação ao secretário municipal de saúde para que resolva, com urgência, a situação. O prazo dado foi de 10 dias.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins