Lava começa a jorrar de nova fenda do vulcão em La Palma

0
67

Instituto de Vulcanologia das Canárias descreveu a nova abertura como um novo ‘foco de erupção’. Além disso, chuva de cinzas finas forçou os moradores da ilha a usarem máscaras e óculos. Imagem de satélite mostra caminho da lava que flui do vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, em 29 de agosto de 2021 nas Canárias
Maxar Technologies via AP
A lava do vulcão Cumbre Vieja começou a fluir por uma fenda recém-aberta na ilha de La Palma, nas Canárias, abrindo um caminho diferente dos anteriores, montanha abaixo, nesta sexta-feira (1º).
Além da nova abertura, uma chuva de cinzas finas forçou os moradores da ilha, uma das oito do arquipélago espanhol no Oceano Atlântico, a usarem máscaras e óculos (veja mais abaixo).
Agora, um novo rio de lava incandescente serpenteia colina abaixo a partir da nova fissura, que se abriu na noite de quinta-feira (30) a cerca de 400 metros ao norte do local da primeira erupção.
Veja abaixo o caminho principal que a lava do vulcão fez até chegar ao mar:
Drone sobrevoa rastro de destruição deixado pelo vulcão Cumbre Vieja
Nova erupção
Diversas fendas se abriram desde que o vulcão começou a entrar em erupção, no dia 19, mas o Instituto de Vulcanologia das Canárias descreveu esta última como um novo “foco de erupção”.
Eduardo Suarez, vulcanologista do Instituto Geográfico Nacional da Espanha em Tenerife, diz no entanto que ainda é cedo para dizer se o novo fluxo colocará mais casas em perigo.
Um porta-voz dos serviços de emergência das Ilhas Canárias disse que nenhuma outra evacuação foi ordenada e que o comitê de emergência ainda está avaliando os dados sobre a nova erupção.
Nuvem de gases formada quando a lava do vulcão entra em contato com a água do mar em La Palma, nas Ilhas Canárias, em 30 de setembro de 2021 na Espanha
Daniel Roca/AP
Cerca de 6 mil pessoas foram evacuadas desde o início da erupção e ainda não voltaram para casa, e mais de 800 construções, incluindo casas, igrejas e escolas, foram destruídas pela lava.
Nuvem de cinzas
Moradores de Los Llanos de Aridane, uma das cidades mais afetadas, passaram a usar guarda-chuvas e proteção para os olhos como precaução contra a poeira vulcânica que cobre as ruas e flutua no ar.
“Ontem à noite as cinzas irritavam muito meus olhos e tive que usar colírio. Minha pele estava ardendo”, disse Matilde Gonzalez Tavarez, uma assistente de enfermagem de 45 anos que visitou sua mãe em um asilo em Los Llanos.
“É desamparo, medo, insegurança. Você não sabe o que vai acontecer”, disse Tavarez enquanto os funcionários limpavam o “tapete de cinzas” que se formou na rua atrás dela.

Fonte: G1 Mundo