Justiça proíbe realização de dois shows em Pedro Afonso após pedido do MP

0
89

Promotoria alegou que o evento tinha previsão de público de mais de mil pessoas e por isso comprometia o combate ao coronavírus na cidade. Evento seria na cidade de Pedro Afonso
Divulgação
A Justiça decidiu impedir a realização de dois shows que estavam previstos para o próximo sábado (25) em Pedro Afonso, na região centro-norte do Tocantins. Os eventos seriam no Parque de Vaquejadas da cidade e as atrações era o cantor Jhon Amplificado e a dupla Vitor e Luan.
A decisão foi após um pedido do Ministério Público do Tocantins. A promotoria relatou que a previsão de público era de mais de mil pessoas e que uma aglomeração do tipo comprometeria o combate ao coronavírus na cidade. Segundo o relatório do MP, Pedro Afonso tem apenas 33,8% da população totalmente imunizada.
O prefeito de Pedro Afonso, Joaquim Martins (PDT), informou que o município ainda não foi intimado sobre a decisão. Disse ainda que quando for, a procuradoria deverá entrar com um agravo de instrumento, por entender que o município não é parte legítima para figurar no polo passivo da ação.
A determinação judicial é para que a prefeitura não conceda alvará autorizando os shows e que caso já tenha concedido, ele seja revogado. Segundo informou o prefeito, o alvará em questão ainda não havia sido emitido. A multa em caso de descumprimento é de R$ 500 mil para a prefeitura e mais R$ 500 mil para os realizadores dos eventos.
O MP disse que o entendimento da promotoria da cidade é que eventos do tipo só podem ser liberados depois que pelo menos 70% da população tiver completado o ciclo vacinal.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins