Justiça condena grupo que montou delivery de drogas e recebia pagamentos no PIX

0
70

Suspeitos traficavam drogas em Arapoema, na região norte do Tocantins. Grupo teria feito pelo menos 300 vendas até ser descoberto. Material foi apreendido na casa do suspeito
Divulgação/Polícia Civil
Cinco homens foram condenados pela Justiça suspeitos de traficar drogas em Arapoema, na região norte do Tocantins. O grupo utilizava um serviço de delivery por meio do WhatsApp e recebia pagamentos por meio do PIX para não chamar atenção dos vizinhos e da polícia.
A sentença saiu nesta segunda-feira (8) e os homens ainda podem recorrer. Foram condenados:
Marguison Pereira Batista – 17 anos e 11 meses de prisão;
Anivair Carvalho de Oliveira – nove anos e sete meses;
Vinícius Pereira Coelho – 11 anos e oito meses;
Jefferson Silva de Oliveira – 11 anos e três meses e 22 dias
Marcos Vinícius Costa Gonçalves- 11 anos, dois meses e 15 dias.
O g1 ainda tenta contato com a defesa deles.
O grupo foi descoberto depois que a Polícia Civil prendeu Marguison Pereira Batista em flagrante, em novembro do ano passado. Conforme a denúncia assinada pelo promotor Caleb Melo, ele estava na posse de drogas destinada à comercialização.
Com a quebra de sigilo do celular dele a polícia descobriu que o suspeito comprava drogas de 10 distribuidores para revenda. O grupo teria feito pelo menos 300 vendas até ser descoberto.
Conforme o Ministério Público, o processo acabou sendo desmembrado e os outros réus ainda aguardam julgamento.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins