Governo recupera 708 km de rodovias não pavimentadas no Jalapão

0
136

Governo realiza nas rodovias do Jalapão serviços de manutenção em um total de 708 quilômetros nas vias sob sua responsabilidade.

 

Com a finalidade de garantir trafegabilidade com segurança nas rodovias do Jalapão, o Governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), acaba de executar serviços de manutenção das vias sob sua responsabilidade.

Dentre os serviços executados estão a manutenção de um total de 708 quilômetros de rodovias não pavimentadas no Jalapão. Só de recuperação de pontos críticos somam 137 km que voltaram a trafegabilidade, mesmo com chuvas. A região engloba os municípios de Mateiros, São Félix, Ponte Alta, Novo Acordo, Rio Sono, Lizarda e o acesso ao Povoado Mumbuca.

Também foram realizados patrolamento (terraplanagem) em um total de 555 km, acompanhados de saída para as enxurradas, evitando assim, encharcar o leito das rodovias. Para a qualidade dos serviços a Ageto precisou fazer 6.352 viagens de cascalho de fora da região. Todo o Jalapão é protegido como área de preservação ambiental, englobando, além dos municípios, o Parque do Jalapão.

Foram realizados serviços de recuperação do tráfego em pontos críticos nas rodovias TO-110 de Mateiros ao Rio Galhões (entroncamento TO-255) e de Mateiros a São Félix; na TO-255, de Ponte Alta a Mateiros; na TO-030, de São Félix a Novo Acordo; TO-130, trecho do entroncamento TO-245 ao entroncamento TO-020; TO-245, do Rio Sono à divisa TO-MA; TO-020, trecho do entroncamento da TO-245 (Lizarda) a Novo Acordo, bem como na estrada vicinal municipal que dá acesso ao povoado Mumbuca.

Para evitar atoleiros e lamaçal, 70% dessas rodovias receberam os serviços de encascalhamento, garantindo, assim, trafegabilidade com segurança no inverno amazônico.

Segundo a secretária da Infraestrutura e presidente da Ageto, Juliana Passarin, as ações da Ageto têm a finalidade de garantir a trafegabilidade das rodovias da região com objetivo de gerar qualidade de vida e acesso à população do Jalapão.

 

Créditos: Luzinete Bispo/Governo do Tocantins