Feira da 304 Sul passa por adequação e funcionará em regime de rodízio para receber feirantes de outros locais

0
124

Os feirantes de alguns segmentos de alimentos receberam autorização da Prefeitura de Palmas para comercializar seus produtos a partir desta terça-feira, 14, na Feira da 304 Sul, em esquema de rodízio e com a alternância de trabalhadores. De terça-feira a sábado, das 9 às 19 horas, os moradores da Capital poderão adquirir alimentos não processados, como frutas, verduras, hortaliças e cereais. A medida só está sendo possível após o trabalho da Prefeitura de Palmas para minimizar o avanço do coronavírus (Covid-19), na cidade.

As medidas de isolamento e sanitárias adotadas pela gestão municipal têm se mostrado efetivas, bem como do apoio popular e colaboração de cada pessoa para proteger suas famílias e evitar a contaminação pelo vírus. Ciente da importância da agricultura familiar, principalmente origem dos produtos vendidos nas feiras, a prefeita Cinthia Ribeiro, em conjunto com o Centro de Operações de Emergência em Saúde (COE Palmas Covid-19), decidiu permitir a abertura das feiras nessa didática experimental.

Mais medidas

 

Segundo a Sedem, durante esse período de rotatividade ficam destinados três pontos de acesso à feira, sendo entrada e saída pela área de estacionamento e uma entrada para pedestre na área frontal. Além disso, as barracas obedecerão ao espaçamento mínimo de dois metros entre elas.

A comercialização de cereais, amêndoas e castanhas também é permitida, desde que sejam devidamente embalados.

A área de alimentação seguirá fechada e sem mesas e cadeiras. Portanto, é vedado o consumo de alimentos no local. Importante que as pessoas usem do bom senso nesse momento e evitem ir à feira com familiares ou amigos, além de serem didáticas na hora das compras e permanecerem na feira apenas o tempo necessário.

De acordo com a gerente da Vigilância Sanitária de Palmas (Visa), Joselita Monteiro, o órgão orientou que a produção de alimentos fosse mínima, seguindo os mesmos critérios para os demais serviços considerados essenciais. “Orientamos também que a Direção das Feiras promova a prática de educação sanitária voltada à informação dos feirantes e frequentadores quanto às boas práticas de alimentação, asseio pessoal e cuidados na prevenção do Coronavírus.

Ao longo da semana o COE avaliará o funcionamento com o acompanhamento das determinações. Vale destacar que a autorização poderá ser revista a qualquer momento.

Os banheiros também possuem lixeiras com tampas e pedal, sabonete líquido, papel higiênico e papel toalha descartáveis. Esse tipo de lixeira também está distribuída em pontos estratégicos.

Outra medida é a intensificação da higienização dos ambientes, principalmente da frequência de limpeza e desinfecção. A rotina da coleta de dejetos será intensificada para evitar o acúmulo de matéria orgânica e outros resíduos.

Obrigações dos feirantes

 

Os feirantes deverão usar roupas limpas e de cor clara. Só serão aceitos dois profissionais por barraca, sendo que apenas um poderá manipular dinheiro, e cada local deverá dispor de álcool gel 70% em suas barracas, para o uso pessoal e dos seus clientes.

É obrigatório o uso permanente de máscara respiratória que deverá ser substituída a cada quatro horas. Outra medida de higiene é evitar tocar em olhos, nariz e boca sem que as mãos estejam higienizadas.

Os feirantes do grupo de risco (asmáticos, pessoas com doenças do coração, fumantes, diabéticos, idosos, dentre outros) não poderão permanecer nas feiras. Crianças e menores de idade não podem acompanhar os trabalhadores.

Escala

 

A autorização vale para apenas para a abertura da Feira da 304 Sul, portanto os feirantes de outros locais terão que se deslocar para o local em dias alternados com o objetivo de facilitar as ações de controle de grandes aglomerações fica definido que inicialmente irá abrir apenas a feira da 304 sul com atendimento todos os dias (terça a sábado) escalados da seguinte forma:

– Terça-feira: feirantes da 304 Sul

– Quarta-feira: feirantes da Arno 33 e Arno 61

– Quinta-feira: feirantes da Arse 112

– Sexta-feira: feirantes da 304 Sul

– Sábado: feirantes da Aureny 1

 

Créditos: Fernanda Mendonça