Fachin dá 24h para PGR e Moraes se manifestarem sobre Weintraub

0
102

Ministro da Educação foi convocado para prestar esclarecimentos à PF após declaração durante a reunião ministerial ocorrida no dia 22 de abril

 

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Edson Fachin determinou nesta quinta-feira (28) que a PGR (Procuradoria-Geral da República) e o ministro Alexandre de Moraes, relator, se pronunciem antes de decidir sobre o habeas corpus do ministro da Educação, Abraham Weintraub, no inquérito das fake news.

“A fim de que apresente as informações que entender pertinentes”, escreveu Fachin no ofício. O ministro deu o prazo de 24 horas para Moraes e PGR se pronunciarem.

Weintraub foi convocado para prestar esclarecimentos à PF (Polícia Federal) após declaração durante a reunião ministerial ocorrida no dia 22 de abril, em que pediu a prisão de membros da Corte. “Eu, por mim, botava esses vagabundos todos na cadeia. Começando no STF”, afirmou Weintraub na ocasião.

Mais cedo, o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, entrou com um habeas corpus para tentar impedir o depoimento de Weintraub. Segundo Mendonça, o recurso tem como objetivo “garantir liberdade de expressão dos cidadãos”.

 

Por: R7 PLANALTO / Clébio Cavagnolle, da Record TV, com Plínio Aguiar, do R7