Fábio Pisoni é condenado em segunda instância e pode voltar à prisão

0
230

Desembargadores do Tribunal de Justiça do Tocantins mantiveram a condenação de Fábio Pisoni pela morte do estudante Vinícius Duarte de Oliveira, ocorrida em 2007, em Gurupi. Porém, na decisão em segunda instância, a pena foi reduzida de 34 anos para 26 anos e 08 meses de reclusão.

 

A condenação foi diminuída diante da prescrição do crime de porte ilegal de arma de fogo. Com decisão em segunda instância, Pisoni poderá voltar a cumprir a pena em regime fechado.

 

Preso desde abril de 2018, o réu deixou o Centro de Ressocialização Luz do Amanhã, em Cariri do Tocantins, no dia 13 de julho do mesmo ano. Desde então, Pisoni responde a pena em liberdade.

 

A decisão dele recorrer em liberdade veio da ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

 

Pisoni chegou a ficar foragido entre os anos de 2008 e 2012 e foi preso duas vezes, mas sua defesa obteve habeas corpus na Justiça. Seu julgamento ocorreu após ter sido remarcado outras cinco vezes, por força de recursos apresentados pela defesa.

 

O crime

 

De acordo com a denúncia criminal, do pelo Ministério Público Estadual (MPE), Fábio Pisoni teria efetuado vários disparos de arma de fogo contra o carro em movimento no qual estavam duas vítimas e outras pessoas. O motivo teria sido uma discussão iniciada em uma festa. A vítima fatal, o estudante, tinha 21 anos, e foi atingido por dois tiros, sendo um deles no coração. Já Leonardo Veloso Melo, a outra vítima, sofreu lesões na cabeça, mas recuperou-se.

 

https://www.t1noticias.com.br/estado/fabio-pisoni-e-condenado-em-segunda-instancia-e-pode-voltar-a-prisao/102377/