Escolas da rede municipal retomam aulas 100% presenciais com movimentação tranquila

0
73

Unidades com ensino integral estão funcionando apenas em meio período. Secretária de educação afirmou que município poderá voltar ao formato híbrido se números da pandemia piorarem. Alunos da rede municipal de Palmas retomam aulas 100% presenciais nesta segunda (4)
Cerca de 80% dos alunos matriculados na rede municipal de Palmas retornaram às escolas nesta segunda-feira (4), véspera de feriado. O movimento foi tranquilo tanto na entrada como na hora do intervalo. A partir de agora as aulas serão totalmente presenciais sem o revezamento que estava sendo realizado.
De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, mais de 42 mil alunos estão matriculados na rede de ensino. Desse total, aproximadamente 20% não retornaram às escolas por opção dos pais e responsáveis.
A autônoma Sileide Araújo de Oliveira, por exemplo, não se sentiu segura para enviar a filha de sete anos. “Pego a atividade na escola, ela manda as páginas dos livros, as atividades extras, a Alice assiste a aula interativa. Então, assim, ela vai para aula só no ano que vem”, disse.
Em caso de insegurança dos pais, como o caso da Sileide, a opção é continuar com o ensino remoto, mas o ano letivo deverá ser concluído nessa modalidade sem revezamento de turmas.
A Secretaria Municipal de Educação garantiu que as 78 unidades da capital foram preparadas para um retorno seguro. Mesmo seguindo os protocolos de prevenção estabelecidos nas escolas, a volta preocupa a categoria dos profissionais em educação, que também afirma ter faltado diálogo para definir a retomada 100% presencial.
“Há uma dificuldade muito grande em se manter esse protocolo, em ter o controle sobre essas crianças dentro do ambiente escolar tendo 50% de frequência. Você dobrar essa frequência para 100%, normalizar o atendimento das escolas é muito preocupante neste momento”, disse o Ederval Camargo Rocha, representante do Sindicato dos Trabalhadores em Educação.
Secretária de Educação tira dúvidas sobre retorno das aulas presenciais na capital
A secretária de Educação, Cleuzenir dos Santos, explicou que os pais precisam procurar a escola para optar pelo ensino presencial ou à distância. Segundo ela, o pai que mudar de ideia quanto ao tipo de ensino poderá procurar a escola para rever a decisão.
“Se no decorrer, daqui até dezembro, tudo estiver tranquilo e o pai decidir que o filho deve voltar presencial também pode procurar a escola, dialogar, conversar e organizar. O que não pode é ficar nas duas modalidades”, explicou.
Nas escolas de tempo integral, inicialmente o retorno será apenas em meio período até às 13h. “Isso não é definitivo até o final do ano. Vai depender muito do cenário epidemiológico, baixou, está tudo tranquilo, a rotina dando certo, breve a gente vai retornando aos poucos o integral”, afirmou.
Em relação aos apontamentos do sindicato, a secretária afirmou que o plano de retomada está sendo seguido e as escolas adquiriram todos os materiais de EPI necessários. “Nós seguimos o plano, mas estamos abertos a uma conversa, vamos agendar e conversar porque somos todos da educação, mas o plano nos deu essa flexibilidade de que nós poderíamos retornar. Não há nada que nos impeça, se o cenário epidemiológico subir ou cair, não temos problema em recuar e voltar ao formato híbrido, mas precisamos tentar. Esse retorno presencial é necessário”, finalizou.
Alunos em sala de aula da rede municipal de Palmas
Reprodução/TV Anhanguera
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins