Congresso dos EUA propõe legislação para segurança na fronteira sem muro de Trump

0
345

O Congresso dos Estados Unidos tenta encerrar nesta quinta-feira (14) uma disputa sobre a segurança de fronteira com uma legislação que evita uma nova paralisação parcial do governo.

O projeto, porém, ignora o pedido de 5,7 bilhões de dólares feito pelo presidente Donald Trump para ajudar a erguer um muro na fronteira com o México. O braço de ferro entre Trump e os democratas por causa dessa barreira na fronteira já paralisou parcialmente a administração por 35 dias — o mais longo ‘shutdown’ da história americana.

Na noite de quarta-feira (13), negociadores deram os últimos retoques na legislação para financiar o Departamento de Segurança Interna (DHS) até 30 de setembro, o encerramento do ano fiscal, e de várias agências federais.

O Senado e a Câmara dos Deputados pretendem aprovar essa legislação ainda nesta quinta-feira (14). Assim, Trump teria tempo analisar a medida e sancioná-la antes do vencimento do financiamento temporário de cerca de um quarto do governo.

Na meia-noite de sexta-feira (15), acaba o prazo acordado no fim de janeiro para liberação dos fundos operacionais das agências que empregam cerca de 800 mil funcionários do DHS e dos departamentos de Agricultura, Comércio e Justiça, entre outros.

Trump ainda não disse se sancionará a proposta caso a Câmara, de maioria democrata, e o Senado, majoritariamente republicano, a aprovem, embora muitos de seus correligionários do Congresso o estejam fazendo um apelo para que ele sancione a medida. O presidente já disse que não está feliz com o acordo.