Comissão identifica mais de 3 mil pedófilos na Igreja Católica da França desde 1950

0
64
Número consta em relatório de 2,5 mil páginas que será divulgado na terça-feira (5). Balanço é baseado na análise de arquivos da igreja, Justiça e depoimentos. O presidente da comissão que investiga abusos sexuais na Igreja Católica na França, Jean-Marc Sauvé, informou que a instituição teve entre 2.900 e 3.200 pedófilos desde 1950.
Segundo a agência France Presse, a comissão afirma que o número é uma “estimativa mínima” e foi baseado na análise de arquivos da igreja, Justiça, polícia judiciária e imprensa, além de depoimentos.
O número é referente a uma população total de 115 mil sacerdotes ou religiosos neste período de 70 anos.
Após dois anos e meio de trabalho, a comissão independente vai divulgar suas conclusões na terça-feira em um relatório de “2.500 páginas”, incluindo anexos, disse Sauvé.
O relatório dará um balanço, principalmente o número de vítimas, e vai comparar a prevalência da violência sexual na igreja com a que foi identificada em outras instituições, como associações desportivas e escolas, e no círculo familiar.
A comissão também avaliará os “mecanismos, principalmente institucionais e culturais” que têm conseguido favorecer o abuso sexual e apresentará 45 propostas, disse Sauvé.
Veja mais notícias internacionais

Fonte: G1 Mundo