Combate às chamas que atingem a serra de Taquaruçu passa de 30 horas

0
54

Por causa da baixa umidade do ar, incêndio podem durar dias, segundo o Corpo de Bombeiros. Moradores também ajudam a pagar os focos. Incêndio na região de Taquaruçu já dura mais de 30 horas
Equipes de bombeiros, brigadistas, Defesa Civil e até de moradores tentam combater um incêndio florestal na serra de Taquaruçu há mais de 30 horas. As chamas começaram na quarta-feira (17) e já consumiram parte da vegetação da serra.
Ainda não se sabe o que causou a queimada ou o prejuízo. Mas quem mora na região diz que todo ano a situação se repete no período de estiagem. O lavrador Erotides Costa, que costuma ajudar as equipes a combater as chamas, fez o mesmo nesta quinta-feira (18).
“Eu não gostaria que o fogo se espalhasse mais. Minha função é apagar o fogo”, disse.
Chamas na serra de Taquaruçu
TV Anhanguera/Divulgação
A dificuldade aqui é que é uma região de serra. Um cerrado com presença de gramínea. Durante o dia, a temperatura é alta a umidade relativa é baixa e o vento é muito forte”, explicou o tenente do Corpo de Bombeiros Pedro Rocha de Medeiros, ressaltando ainda que o acesso à região também se torna um obstáculo às equipes.
LEIA TAMBÉM
Incêndio em área verde destrói cerca de 20 hectares de vegetação na região norte de Palmas
Incêndio consome parte de plantação de fazenda e se aproxima de casas em Talismã
Tocantins registra mais de 4 mil focos de queimada e fica em 2º lugar no ranking nacional
Turismo afetado
Como a região é cartão de visitas da capital, as chamas que costumam aparecer nessa época do ano afetam até o turismo.
O design Rômulo Sandri e a veterinária Luara Nogueira, que moram em Palmas, gostam de passear por Taquaruçu. Mas com a quantidade de fumaça incomoda. “É bastante falta de consciência se for provado que é criminoso”, comentou o visitante.
Por causa da baixa umidade, o incêndio pode durar dias, segundo o Corpo de Bombeiros. A orientação para quem mora na região é reforçar os aceiros, para evitar maiores prejuízos.
Monitoramento
De acordo com o ranking de queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Tocantins segue entre os estados com mais focos no país.
De janeiro de 2022 até esta quinta-feira (18) foram 5.424 registros, feitos através de satélite. O estado está na quarta colocação, e fica atrás do Mato Grosso, Pará e Maranhão.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins