Cidadania e Justiça lança edital para cadastro de comunidades terapêuticas para atendimento a dependentes químicos

0
117

As inscrições para cadastramento das comunidades terapêuticas vão até o dia 27 de junho, estas prestarão serviços de acolhimento voluntário de pessoas com transtornos decorrentes do uso, abuso ou dependência de substâncias psicoativas

Está aberto o edital para credenciamento de Comunidades Terapêuticas, junto ao Conselho Estadual sobre Drogas que é ligado à Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), para fins de prestar serviços de acolhimento de pessoas com transtornos decorrentes do uso, abuso ou dependência de substâncias psicoativas em regime residencial, transitório e de caráter exclusivamente voluntário. O credenciamento pode ser feito até o dia 27 de junho neste link.

O edital tem como objeto credenciar entidades privadas, sem fins lucrativos, que realizem o acolhimento voluntário de pessoas dependentes de substâncias psicoativas, prestando serviços de acolhimento de pessoas que necessitam de afastamento do ambiente no qual se iniciou, desenvolveu ou se estabeleceu o uso ou a dependência de substâncias psicoativas, como o álcool e outras drogas.

A disponibilidade de vagas sociais ofertadas pelo o Estado através das Comunidades Terapêuticas será de 100 vagas que serão distribuídas às instituições, conforme sua disponibilidade; cada pessoa com transtornos decorrentes do uso, abuso ou dependência de substâncias psicoativas, poderá ser acolhida pelas entidades parceiras, pelo prazo máximo de 12 meses, seguindo os critérios das vagas sociais e encaminhamento realizado pela Gerência de Prevenção contra as Drogas desta pasta. As vagas serão destinadas a homens e mulheres, podendo ser pessoas idosas, adolescentes, pessoas com deficiências ou com mobilidades reduzidas.

O gerente de Prevenção Contra as Drogas da Seciju, Ronan Dorneles, frisa a importância das Comunidades Terapêuticas na luta contra esse tipo de transtorno que assola uma grande parcela da sociedade. “O nosso interesse é fomentar o tratamento através das Comunidades Terapêuticas, promover o resgate desse público que merece toda a atenção do Governo e buscar parcerias para o enfrentamento diário. Quanto mais instituições participarem desse trabalho de prevenção, mais benefícios vamos trazer para nossa sociedade”, reforça o gestor.

Acolher

O Governo do Tocantins oferece as vagas sociais para tratamento da dependência de substâncias psicoativas através do Núcleo de Atenção ao Dependente Químico e às Famílias – Acolher, ligado a Gerência de Prevenção Contra as Drogas, projeto desenvolvido pela Seciju desde 2018 e que contempla os eixos da prevenção, do tratamento e da reinserção social.

Além de oferecer a possibilidade de tratamento, o Acolher também presta atendimento e orientações especializadas, inclusive para os familiares dos adictos, e encaminha aos grupos de ajuda mútua, como os Narcóticos Anônimos (NA), os Alcóolicos Anônimos (AA) e o Amor Exigente, além do que articula a prestação de serviços públicos, como emprego e retorno aos estudos, tudo isso a fim de possibilitar a reinserção social.

O Acolher está localizado em Palmas, na quadra 704 Sul, Alameda 20, QI 24, Lote 22, nesse período de distanciamento social, os atendimentos estão sendo prestados pelo telefone (63) 3214-6104.

 

Por: Márcia Rosa / Governo do Tocantins