Chamas causam cortina de fumaça em trecho de rodovia entre Porto Nacional e Silvanópolis

0
45

Motoristas que passavam pelo local registraram o momento do incêndio florestal nesta quarta-feira (10). Veículos trafegavam com dificuldade no trecho
Reprodução
Mais um incêndio florestal foi registrado no Tocantins, às margens da rodovia BR-010, na tarde desta quarta-feira (10). Segundo viajantes que passavam pelo trecho, que fica entre os municípios de Porto Nacional e Silvanópolis, as chamas estavam altas e causaram uma cortina de fumaça, que dificultava a visão dos motoristas.
O operador de máquinas Edenilson Nascimento, de 51 anos, saiu de Palmas no início da tarde desta quarta-feira (10) com destino à Dianópolis. Por volta das 15h30 passava pelo trecho e registrou o incêndio. “Estava muito feio, muito perigoso. O fogo continuava descendo de Porto Nacional para Silvanópolis”, disse, ressaltando que caminhões-pipa chegavam ao local para conter o fogo.
Como a via estava com muita fumaça, o operador registrou que havia um caminhão carregado com botijões de oxigênio que não podia atravessar o trecho pelo risco de explodir, já que a carga é inflamável.
Veículos trafegavam com dificuldade no trecho
Reprodução
Pelas imagens é possível ver que as chamas ficaram bem altas e Edenilson disse ainda que em outros pontos do trajeto também viu focos de incêndio.
O Corpo de Bombeiro informou que não foi acionado para conter as chamas no trecho
LEIA TAMBÉM
Incêndio em área verde destrói cerca de 20 hectares de vegetação na região norte de Palmas
Incêndio consome parte de plantação de fazenda e se aproxima de casas em Talismã
Incêndio atinge plantação de sorgo em fazenda na zona rural de Talismã
Muitos focos
O Tocantins segue como o segundo estado com mais registros de focos de incêndio neste ano. De janeiro até esta quarta-feira (10), são 4.980 pontos registrados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).
O estado fica atrás do Mato Grosso, que tem 9.480 focos de incêndio. Em terceiro lugar está o Maranhão, com 4.783 focos.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins