Arara com as asas cortadas e outros sinais de maus-tratos é resgatada em Taguatinga

0
44

Ela estava sendo mantida em cativeiro em uma propriedade distante 23 km do centro da cidade. Arara-canindé foi levada para receber cuidados no Naturatins
Divulgação/Polícia Civil
Uma arara-canindé foi resgatada de uma fazenda de Taguatinga, no sudeste do Tocantins, na manhã desta segunda-feira (9). O animal apresentava sinais de maus-tratos e possivelmente haviam cortado suas asas. Ela estava sendo mantida em cativeiro.
Agentes da Polícia Civil a localizaram após relatos de que ela já havia sido vista pela cidade. Antes do resgate, populares a encontraram visivelmente debilitada. Um homem disse que era dono da arara e a levou para uma propriedade rural distante 23 km do centro da cidade.
Como as pessoas tiraram fotos do animal e divulgaram nas redes sociais, a polícia começou a investigar caso e conseguiu identificar para qual local a arara estava.
O homem foi atuado por maus-tratos e a polícia vai continuar investigando a eventual responsabilidade do crime.
LEIA TAMBÉM:
VÍDEO: Arara é resgatada após cair e ficar ferida em Palmas
Arara é encontrada morta com marcas tiro em comunidade quilombola no Jalapão
Arara-canindé é encontrada morta no centro de Palmas
A arara foi levada para o Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins). Segundo o delegado Lucas Rodrigues, responsável pelo resgate, como o animal silvestre estava debilitado e precisando de cuidados, poderia acabar morrendo por causa maus-tratos sofridos.
“A ação é de grande importância, pois trata-se de um animal silvestre que também é símbolo do Estado do Tocantins e que a todos encanta por sua beleza”, disse.
Veja mais notícias da região no g1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins