Alto comandante do Talibã paquistanês morre no Afeganistão

0
42
Carro em que Abdul Wali, responsável por alguns dos ataques mais violentos no país, estava explodiu, segundo fontes locais. Morte pode colocar em risco acordo de cessar-fogo entre governo e Talibã no Paquistão. Um alto comandante talibã paquistanês morreu na explosão de seu veículo na região leste do Afeganistão, segundo informou uma fonte do movimento dos talibãs do Paquistão.
O ‘Tehrik-e Taliban Pakistan’ (TTP) afirmou que fará um anúncio em breve sobre a morte de um “dirigente”, mas uma fonte do TTP disse à AFP que foi Abdul Wali, conhecido como Omar Khalid Khorasani.
Sua morte pode colocar em perigo o frágil cessar-fogo anunciado em junho entre o TTP e o governo paquistanês.
O exército paquistanês afirmou nesta terça-feira que quatro soldados morreram em um atentado suicida contra um comboio militar no Waziristão do Norte, na fronteira com o Afeganistão, onde o TTP tem forte presença.
Os talibãs paquistaneses do TTP são um grupo distinto dos talibãs afegãos, mas com a mesma ideologia e uma longa história comum.
De acordo com a fonte do TTp, que pediu para não ser identificada, Abdul Wali e outros dois comandantes morreram quando seu veículo foi atacado na província de Paktika, fronteira com o Waziristão, no leste do Afeganistão.
A fonte acrescentou que Wali retornava de uma reunião com o líder do TTP, Noor Wali Mehsud.
Abdul Wali é uma pedra no sapato das autoridades paquistanesas há mais de uma década.
Em 2014 ele formou uma facção separada e mais militante do TTP, conhecida como Jamat-ul-Ahrar, que reivindicou a autoria de alguns dos ataques mais violentos do país, incluindo um atentado suicida em Lahore no domingo de Páscoa de 2016, que deixou 75 mortos.
Desde que os talibãs retornaram ao poder em Cabul há um ano, o Paquistão denuncia cada vez mais ataques do TTP, especialmente ao longo da porosa fronteira com o Afeganistão.

Fonte: G1 Mundo